MEDICO RELATA AS DORES QUE JESUS SENTIU NA CRUZ

eu sou um cirurgião e dou aulas há algum tempo e por 13 anos vivia em companhia de cadáveres e durante a minha carreira estudei anatomia a fome posso portanto escrevessem 31 são a respeito de morte como a cana jesus entrou em agonia no getsêmani e seu suor tornam-se como gotas de sangue a escorrer pela terra o único evangelista que relatou o fato é um médico lucas que o faz com a precisão de um clínico o suor sangue ou e matt hidrose é um fenômeno raríssimo é produzido em condições excepcionais para provocá lo é necessário uma fraqueza física acompanhada de um abatimento moral violento causada por uma profunda emoção por um grande momento o terror o susto angústia terrível de sentir-se carregando todos os pecados dos homens é de inteira esmagado jesus [Música] tal tensão extrema produz um rompimento das mínimas veias capilares estão sob as glândulas sudoríparas e o sangue se mistura ao suor e se concentra sobre a pele escorrendo então por todo o corpo até ter o corpo dele inteiro havia se tornado muito tornando negro porque ele havia soado sangue só porque nós entender em seu estado de espírito que não o terror o susto angústia terrível de sentir-se carregado todos os pecados dos jovens devem ter espancado jesus conhecemos a farsa do processo preparado pelos líderes religiosos o envio de jesus a pilar 12 o desempate entre herodes e pilatos pilatos teve que ceder então ordenou a flagelação o chicoteamento de jesus os soldados dispostos jesus tiram a roupa de jesus e o prendem pelo curso uma coluna do pátio a flagelação se acentua com tiras de couro múltiplas sobre as quais são fixadas bolinhas de chumbo e pequenos os carrascos devem ter sido dois de cada lado e diferente estatura e compeão constipada da pele já alterada por milhões de micro tópicas hemorragias do suor e sangue a pele se lacerda e se rompe os ataques piratas a cada um reage sobressalto e douro as forças se esvai com suor frio em plena fonte a cabeça gira e uma vertigem final ea calafrios decorrem ao longo das costas não estivesse preso no alto pelos pulsos cairia tem uma força de sangue depois o escárnio da coroação o nome dos pneus mais duros que acácia algodres entrelaçam uma espécie de capacete ou aplicam sobre a cabeça de jesus os espinhos penetra no couro cabeludo fazendo-o sangrado dos cirurgiões sabem o quanto sangra o couro cabeludo e lados depois de ter mostrado aquele homem que lacerado a multidão será o entrega para ser crucificado colocam sobre os ombros de jesus um grande braço horizontal da cruz que pesa 1 50 quilos destaca vertical já está plantada sobre o calvário de jesus caminha com os pés descalços pelas ruas de terreno irregular cheia de tributos os soldados o puxão com as cordas o percurso é de cerca de 600 metros jesus fatigado arrastar o pé após o homem freqüentemente faz sobre os joelhos e os seus ombros estão cobertos de chagas de ferimentos quando ele cai por terra viva de escapa escorrega e espero todos [Música] sobre o calvário tem início a prost caçam os carrascos de esponja o condenado tiram a roupa do condenado mas a sua única está colada nas chagas no segmento de tirá-la produtor a troca quem já tirou natura de gaza de uma grande ferida percebe que se trata se cada fio do tecido adere cola a carne vida ea levarem apure casillas eram as terminações nervosas possa ser descoberto pela chagas buscar as custam puxam violento e há um risco de toda senador provocar uma se confirme mas ainda não é o fim o sangue volta escorrer jesus é deitar de costas em sua chácara se incrustam de ter os elementos visitamos o brás horizontal da cruz os algozes tomam as medidas com uma própria feito um furo na madeira para facilitar a penetração dos treinos os carrascos pegam breve um pega um longo prego contudo quadrado apóiam sobre o uso de jesus e com o golpe certeiro de marcelo andam de um re-pa tem sobre a madeira jesus deve contrair o rosto assustadoramente poder cometer ano foi lesado pode se imaginar aquilo que jesus deve ser provado uma dor lancinante agudíssima que se difundiu pelo medo se espalhou se pelos poucos atingindo cérebro ator mais insuportável movem pode provar ou seja aquela produzida pela lesão dos grandes troncos e idosos que provoca uma síncope e faz perder a consciência mas em jesus nao o negro é destruído só em parte ea lesão do tronco nervoso permanece em contato com o prego e quando o corpo for suspenso na cruz o nervo se esticar a morte mente como a corda de violão identificada ea cada solavanco a cada bom viver e pará despertanto torres de lado esperando o que levou a jesus os ombros da vítima esfrega o dolorosamente sobre a madrasta as pontas importantes da grande coroa de espinhos penetra um crânio a cabeça de jesus inclina-se pela frente uma vez que o diâmetro da coroa o impede de apoiar se na madeira cada vez que o martim levantar a cabeça porque começam por nada na curtas de dor pegam lhe os pés ao meio-dia jesus tem sede não bebeu desde a tarde anterior estava desidratado pela perda de tantos anos o seu corpo é uma máscara de sangue na boca está semi aberto o lado inferior começa a perder a garganta seca liguei mas ele não pode encolher tem sede com soldado resistentes a ponta de uma vara uma esponja convidar a cidade uso e os militares tudo aquilo é uma tortura a troca de repente um estranho fenômeno se produto como jesus os custos dos brancos sem nenhuma contratação que vai se acentuando os diversificados levantados os detentos se curvando a como acontece alguém ferido de teto no país do que os médicos chamam de serrania quando se toma se generalizam os buscam do abdômen e jé 100 em ondas móveis concedido os poucos entre as costelas depois do pescoço e finalmente os músculos respiratórios jeci a respiração se faz pouco a pouco mais curta o ar e letra mas não consegue mais sair a pira com a afe se nos comboios nem sediar como uma base com um clipe eu gosto base do fofo vermelho e depois jesus é envolvido pela assepsia seus pulmões cheios de ação podem mais de fasear afronte está empenhada de soado os olhos aí fora de órbita mas ele sente algo acontece de repente algo acontece lentamente como um esforço sobre o bardo jesus toma um ponto de apoio sobre o prego dos pés ele esforça se a pequeno cofre e eleva aliviando a atração dos braços curtos ora se cedem a respiração cordas e mais amplo com dois dias faziam e o rosto recupera palidez inicial mas porquê porque esse esforço porque porque jesus que bradar pai perdoa lhes porque não sabem o que fazem logo em seguida o corpo de jesus começa a afrouxar se de novo e asfixia 10 foram transmitidas sete frases pronunciadas por ele na cruz e cada vez que quer falar ele deverá elevar-se desde o pouco apoio leco dos é atraída pelo sangue e ainda escorre pelo coagulado e chaves de mosca azul legal que toso seu corpo mas eles não podem depois o céu escurece o sol se esconde de repente a temperatura diminui logo serão três da tarde e depois de uma tortura de tura horas e horas roda da sua torre ia rolar fechado cervos medianos e arranca um aviso de deus meu deus meu livro de safara [Música] jesus cristo é a estação qual subadulto e em seguida num grande prazo diz pai nas suas mãos entrego meu melhor morreu no meu do carro o seu [Música]

Você deve estar logado para publicar um comentário.

TOP